HOME JUNTO COM VOCÊ NOTÍCIAS FOTOS VÍDEOS CONTATO


NOTÍCIAS
RISCO DE ROMPIMENTO _Barragem em Barão de Cocais não foi afetada por queda de parte do talude 31/05/2019 às 17:04:58
À beira do colapso, a barragem Sul Superior da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, região Central, não foi afetada pelo desprendimento de um pequeno fragmento do talude norte. Parte do paredão se soltou por volta das 5h da manhã nesta sexta-feira (31). O material já estava em deslocamento desde o fim de abril e órgãos responsáveis temiam que seu deslizamento brusco provocasse um abalo sísmico que comprometesse a barragem. Uma segunda hipótese é que a queda do talude fizesse transbordar os rejeitos já depositados no fundo da cava, e isso poderia provocar o rompimento da estrutura. No entanto, a aceleração continua normal conforme o esperado e o desprendimento ocorrido não causa preocupação. A afirmação é de Guilherme Santana Lopes Gomes, gerente substituto regional da Agência Nacional de Mineração (ANM). O órgão federal está monitorando em tempo real todas as alterações registradas na mina. "O fragmento acelerou, o que é normal, um pequeno pedacinho começou a se desprender e caiu na água. A expectativa é que, aos poucos, os pedacinhos vão caindo mesmo", explicou Gomes. Por volta das 12h, a ANM registrou que o paredão se desloca a cerca de 32 centímetros por dia. Informação semelhante já havia sido enviada pela Vale mais cedo. Segundo a mineradora, as primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, "o que, até o momento, corrobora com as estimativas de que o desprendimento do talude deverá ocorrer sem maiores consequências", divulgou. Talude poderia ter se desprendido até o dia 25 de maio Laudos citados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) apontavam que, se a aceleração detectada no fim de abril aumentasse como o esperado, o material se romperia entre os dias 19 e 25 de maio. No entanto, isso não aconteceu. O paredão continua em deslocamento e não há previsão clara para o momento em que ele pode se desprender totalmente, em fragmentos ou não. A situação chamou a atenção da ANM, dada a aceleração constante do deslocamento do talude. Isso porque, desde 2012, o paredão se movimentava cerca de dez centímetros por ano, algo considerado normal. Nesta sexta-feira (31), o deslocamento diário ultrapassou a casa dos 30 centímetros. Situação da barragem Distante 1,5 km da mina onde o desprendimento aconteceu, a barragem Sul Superior segue com monitoramento 24 horas por dia de forma remota. Segundo a Vale, radar e estação robótica são alguns dos instrumentos usados, capazes de detectar movimentações milimétricas. No dia 8 de fevereiro, duas semanas após a tragédia em Brumadinho, moradores das comunidades localizadas na zona de autossalvamento deixaram suas casas às pressas durante a madrugada, quando a sirene soou pela primeira vez. À época, o alerta sinalizava que a barragem subia para o nível 2 na classificação de risco. Pouco mais de um mês depois, em 22 de março, as sirenes voltaram a soar e a segurança da estrutura foi elevada ao nível 3 na classificação, momento em que a barragem está prestes a colapsar, o que pode não acontecer, ou já está em processo de rompimento.

Enive nos


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corpo de mulher carbonizado é encontrado em uma residência no Centro de Itabira.
10/06/2019 às 07:11:54

Ator que interpretou ''Paçoça'' em Chiquititas do SBT é morto pelo pai da namorada.
09/06/2019 às 22:21:44

BOA ATITUDE_ Itabirana encontra sacola de roupas no Centro da cidade e publicação em rede social viraliza.
31/05/2019 às 17:42:30

RISCO DE ROMPIMENTO _Barragem em Barão de Cocais não foi afetada por queda de parte do talude
31/05/2019 às 17:04:58

Morre em acidente de avião, o cantor Gabriel Diniz
27/05/2019 às 14:38:28

ATENÇÃO _ Jovem de 18 anos morre após da entrada em hospital com infecção urinária.
26/05/2019 às 15:25:25

Pânico em toda região_ Igreja Católica de Itabira faz abaixo assinado contra o alteamento da Barragem do Itabiruçu.
24/05/2019 às 08:07:14 Igreja denuncia mineradoras por total descaso com a vida e por promover caos social.

E-mail: contato@juntocomvc.com
Fale Conosco

© Junto Com Você 2019. Todos os direitos reservados. Webmail